Oito passos para montar um escritório

good-lawyer-office-decor-with-weeds-2011-season-7-julie-bolder-set-decorator

Entre as maiores dificuldades em montar um escritório de advocacia estão a falta de planejamento, pouco capital de investimento e má gestão. Confira os oito passos vitais para romper a barreira do fracasso e ser um grande empreendedor:

  1. Aposte na experiência

Se o Advogado não tem experiência na área em que deseja iniciar o escritório, uma boa dica é procurar um sócio, funcionário ou até mesmo uma consultoria que já tenha certa experiência no ramo em questão.

  1. Adquira capacitação e conhecimento

A busca pelo conhecimento sobre a área em que se quer atuar é fundamental. Cursos de capacitação são importantes para entender melhor os problemas cotidianos, desenvolver a capacidade de identificá-los e solucioná-los de maneira rápida, eficaz e mais econômica possível.

  1. Elabore um plano de negócios

Começar um escritório de advocacia sem um bom plano de negócios é o primeiro passo para o fracasso. Defina a estrutura operacional do escritório, crie um plano financeiro detalhado com o total do investimento, capital de giro, custos e previsão de rentabilidade do escritório no 1º, 2º e 3º ano. É aconselhável também criar um plano de marketing jurídico para identificar o público-alvo, mercado e estratégia comercial.

  1. Gere valor para o cliente

Para se destacar em um mercado com tantos concorrentes é preciso levar em conta a importância de ter um diferencial e gerar valor para o cliente. Responder a perguntas do tipo: “Como mostrar que o meu escritório existe? Por que o cliente me daria a preferência? Qual é o meu diferencial?” ajudam a identificar e implementar novas estratégias.

  1. Faça investimentos assertivos

Geralmente o advogado possui o capital necessário para o investimento, mas não consegue identificar de forma correta onde deve investir o dinheiro. Áreas como marketing jurídico, capacitação de funcionários e estruturais devem ser priorizadas, pois estão ligadas diretamente ao cliente e ao funcionamento da empresa.

  1. Mantenha capital de giro suficiente

Antes de iniciar as atividades, tenha em mãos pelo menos o montante suficiente para manter as despesas gerais da empresa por um ano. Os primeiros meses são de adaptação ao mercado e não geram grande entrada de dinheiro no caixa, o que pode não ser o suficiente para pagar despesas essenciais do escritório de advocacia.

  1. Separe as finanças pessoais das finanças do escritório

Uma dica é estipular um salário para o sócio-gestor, que deverá ser retirado juntamente como o pagamento dos funcionários. Evitar retirar dinheiro fora das datas pré-fixadas para o pagamento e manter bem estruturado o controle financeiro do escritório de advocacia também são tarefas importantes.

  1. Controle a ansiedade

A ansiedade pode causar grande frustação antes mesmo que clientes importantes tenham conhecimento de que seu escritório de advocacia existe. Inúmeros fatores podem atrasar o reconhecimento do escritório, por isso os esforços devem ser direcionados corretamente, na busca por conhecimento e capacitação, vontade de trabalhar e incentivos para inovar.

0 comentários

Por 

Entar

Resetar sua Senha

Assinatura por Email