Especialização: escolher apenas uma não serve!

eita

Especialização: porque escolher uma área de atuação já não serve!

 

Advogado, você provavelmente já ouviu falar que a melhor estratégia para obter clientes e trabalhar de forma mais segmentada é a especialização, certo?

Assim que ouve essa afirmação, o advogado logo imagina que optar por uma área de atuação como direito penal, direito trabalhista ou tributário é o caminho mais correto. Aqui pretendemos desmistificar esse pensamento obsoleto ou corrigir as distorções em torno dele, afinal se especializar numa área de atuação já não basta, é preciso ser um pouco mais ousado – e mais paciente – se o plano é obter resultados mais consistentes.

 

  • Área de atuação: um mundo muito grande!

Nos primeiros contatos com o direito, o aluno tem uma ligeira sensação de que estudar todos os códigos é impossível e que ele vai fracassar na árdua missão de conseguir a carteirinha da OAB. Depois de algum tempo, ele abraça uma área de especialização e promete amor eterno.

O primeiro ano de advocacia geralmente é difícil. Para sobreviver, o advogado se inscreve em todos os processos seletivos dos diversos escritórios sedentos por jovens advogados cheios de energia. Os mais corajosos montam seu escritório com um sócio – ou vários – e ambos gastam muito dinheiro para estarem presentes em feiras, palestras e eventos de networking.

Mas o que esses jovens advogados estão procurando nesses eventos? A resposta pode ser simples – e um tanto quanto óbvia: “clientes”! Mas quem são seus clientes?

Imaginemos um evento de tecnologia. Naquele evento eu tenho empresários fornecedores e consumidores do setor de TI, eu tenho autônomos, funcionários terceirizados e contratados. Como se essa variedade já não fosse suficientemente grande, ainda possuímos funcionários de diversos departamentos: jurídico, pessoal, técnico, fiscal, jornalístico… Percebe que cada um ali possui verdades e problemas totalmente diferentes entre si? Percebe que dizer para qualquer participante que você é advogado “especialista em direito do trabalho” te faz apenas mais um?

 

  • Advogado especialista: um solucionador de problemas.

Nós do Marketing Jurídico Legal somos consultores em Marketing Digital para advogados e acreditamos que, tanto no mundo físico, como no digital, o posicionamento específico, alinhado com as oportunidades do mercado é a melhor estratégia tanto para um jovem, quanto para um advogado sênior.

A diferença é que o advogado mais experiente consegue decidir isso sozinho, quando a maioria dos iniciantes talvez precise de uma ajuda para montar um planejamento estratégico.

Na nossa opinião, é essa escolha que fará os grandes advogados de sucesso do futuro.

Digamos que, naquele mesmo evento ali citado, somos apresentados ao público como “advogados especializados em crimes digitais”. Talvez ninguém irá te procurar com questões trabalhistas, ou com dúvidas tributárias. Embora você até tenha noção disso tudo, ao se especializar em direito digital, tem um leque de problemas muito menor para bater um bom papo com possíveis clientes.

Na internet a especialização também funciona: construa um site ou um blog especializado. Produza alguns textos falando diretamente com seu cliente, com um fato novo ou pouco comentado e isso lhe renderá bons frutos!

Portanto, saia um pouco do código, das jurisprudências e entenda a vida do personagem do seu nicho, entenda sua rotina, seus problemas relacionados com sua especialização, os entraves relacionados com o lucro da empresa ou com a realização pessoal desses indivíduos.

Alguém que nos entende, que nos poupa horas em reuniões explicando o contexto vale o quanto cobra! Além disso, à medida que o tempo vai passando seu conhecimento naquele super nicho passa a tornar-se referência no mercado e, consequentemente, você entra no processo verdadeiro do mercado do conhecimento. Afinal, como autoridade, você passa a oferecer mais conhecimento e menor suor.

Se você tem pretensão de trabalhar melhor, de fidelizar clientes ou de ser destacado no meio da enorme quantidade de advogados do mercado, fica a dica: especialize-se!

Por: Rita Soares

0 comentários

Por 

Entar

Resetar sua Senha

Assinatura por Email